5 Ações Muito Práticas que vão Fazer Você se Valorizar como Nunca

Hoje quero lhe fazer uma pergunta para reflexão: Você se valoriza? Como assim? É claro que eu me valorizo. Será mesmo?

Se valorizar é dar valor, importância, reconhecimento à si mesmo. Você consegue fazer isso por você mesmo ou precisa que essa importância, esse reconhecimento venha de outras pessoas? É muito comum nos sentirmos valorizados e confiantes quando o reconhecimento por nossas ações, pelo nosso trabalho, pela pessoa que somos venha da boca de terceiros. Mas, e quando isso não acontece?


Quando isso não acontece começamos a achar que nossas ações não são importantes, que tanto faz a maneira que fazemos nosso trabalho, que não adianta nada melhorar como pessoa, como ser humano. É muito bom receber reconhecimento, mas o reconhecimento que realmente importa é aquele que nós damos a nós mesmos. E, na maioria das vezes nós nos sabotamos por achar que não somos bons o suficiente, que sempre tem alguém melhor que a gente e vários outros pensamentos negativos e injustos que temos a nosso respeito. Por isso, é tão importante estar com o nosso interior bem fortalecido.


Quando isso acontece conseguimos ser quem realmente somos e a opinião das outras pessoas positiva ou negativa não irá nos influenciar. Qual é o seu valor hoje? Você consegue se dar a devida importância ou para você tanto faz como tanto fez, pois o importante é agradar os filhos, a família, o parceiro, os amigos, os colegas de trabalho... Pensar nos outros em primeiro lugar, pois você pode aguentar. Você até pode aguentar, mas somente quando o seu interior estiver bem fortalecido e isso acontece quando você não se importa mais com a opinião das outras pessoas. Entenda que se valorizar é o mesmo que declarar seu amor-próprio e aumentar sua autoestima. Essa valorização faz bem para o nosso íntimo, nosso interior. É uma forma de dar limites aos outros e cuidar da gente. É uma mudança de paradigma e não é tão simples de ser feita, principalmente se você passou a vida inteira colocando as prioridades dos outros em primeiro lugar. Mas, como fazer essa transformação? Bem, para sair do piloto automático da desvalorização, baixo amor-próprio e baixa autoestima é preciso consciência e treinamento diário. Prestar atenção no que se está fazendo e sentindo para fazer diferente e melhor. Isso não significa que você deve deixar de dar atenção para as pessoas, mas sim que você está declarando a sua independência e se colocando em primeiro lugar. Isso não é ruim e não é egoísmo. É necessário, pois para ajudar outras pessoas você precisa estar bem primeiro. Se você estiver disposto a treinar, então segue abaixo algumas orientações para colocar em ação: 1) Preocupe-se menos em querer agradar "Ame o teu próximo como a ti mesmo." Essa passagem bíblica já diz que a primeira pessoa que eu devo cuidar e amar sou eu mesmo, pois se eu não me amar, como poderei amar o meu próximo? Se eu não me agradar, como poderei agradar o meu próximo? Se eu não cuidar da minha saúde, como poderei cuidar da saúde do meu próximo? É preciso estar bem para cuidar bem do próximo. Então, agrade-se para depois agradar. E, não espere receber nada em troca. Quando fazer, faça de coração, sem esperar nenhuma recompensa. 2) Acredite no que você ainda não vê Tenha expectativas positivas em relação a tudo. Conheço pessoas que preferem ser pessimistas porque se algo der errado elas já estão preparadas para o pior. Faça o contrário, seja positivo, pois se algo der certo você já está preparado para o melhor. Construa uma posição otimista em relação à vida e ela lhe retribuirá com o que há de melhor. 3) Goste-se, ame-se, cuide-se Incorpore à sua rotina hábitos saudáveis. Cuidar de si para depois cuidar do outro. Alimente-se bem, faça exercícios físicos, faça intervalos de descanso durante o dia, cuide de sua imagem, medite, leia bons livros, converse com pessoas espiritualizadas. Eu gosto muito desta frase que assisti num propaganda de televisão quando era criança e carrego comigo até hoje: “quanto mais você se cuida mais você se gosta”. Essa frase é muito verdadeira, pois quando você dispensa energia cuidando de si, mais você terá vontade de se cuidar e emitirá para o universo ondas positivas de que você merece o melhor. 4) Aceite-se Somos seres perfeitamente imperfeitos. Isso é o que aprendi em um dos meus treinamentos de desenvolvimento pessoal. Então, porque buscar a perfeição se ela não existe? Aceite que o tempo passa para todo o mundo, que todos envelheceremos e que o que vai ficar é o que existe no nosso interior. Já li em vários lugares que as pessoas, quando estão no leito de morte, fazem questionamentos como estes: será que vivi bem? será que amei o suficiente? será que dei a minha contribuição ao mundo? Isso é real e é com o que devemos nos preocupar de verdade. Pense nisso. 5) Sorria muito Esses dias li uma frase que achei muito inspiradora: "Nem os dentes mais lindos superam o brilho de um sorriso verdadeiro." Daniel Muller. Então, sorria com a alma, com o seu melhor. Esse é o mais belo sorriso que você pode dar à todos à sua volta. Não espere ter dentes brancos para sorrir e nem seja refém da estética. Podemos e devemos melhorar, mas nunca sermos escravos da estética. A melhora estética do exterior não cura a doença da alma. Pergunte-se todos os dias o que você pode fazer de bom para si mesmo para se valorizar, se gostar, se amar mais? Você verá que essa pergunta e as atitudes acima farão você mudar positivamente e ter uma vida de maior apreciação por si mesmo e, consequentemente, pelos outros.

  • YouTube ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Instagram ícone social
  • Pinterest ícone social
  • Facebook ícone social

© 2019-2020  por  DVilanova Web Designer Developer | Orgulhosamente criado com Wix.com